Frescura doce da minha fonte


Frescura doce da minha fonte
tocas-me sensivelmente
fazes-me suspirar
És a verdadeira razão do meu viver

Vim em socorro de tuas lágrimas
Delas fiz a água que corre no rio
intensamente sem parar
Delas extraí a pureza fina, suave
e a partir dela te criei,
te fiz mulher
te dei vida

Ordenei aos céus que chovesse para ti
Pétalas de rosas perfumadas
Mas tu ignoraste a minha oferta
Frescura doce da minha fonte
Porque agora és mal agradecida?
Porque tens preconceitos?

A água da fonte secou …
Pingaram pingos de chuva sobre ti
Mas rejeitaste-os
apenas e só por quereres ser mais Mulher.

PS: Mal ou bem, fui eu que escrevi esta poesia🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s