Serviço público I: Garfield vs Red Bull

Há dias recebi mais um daqueles e-mails reencaminhados que andam por aí a passear alegremente pela rede.
Não … não é daqueles mails que nos prometem o aumento do dito cujo.
Não … não é daqueles mails que nos pedem que divulguemos o desaparecimento de criancinhas ou a pedir-nos ajuda.

Desta vez o assunto é sério! Desta vez é sobre os efeitos maléficos do Red Bull.
Bem como é que eu vou divulgar isto de uma forma menos dolorosa? Bem, melhor será ilustrar com umas tiras de personagem de BD sobejamente conhecida. Decidi então escolher o Garfield.

Para quem me conhece, sabe que sou um fã compulsivo de Garfield. Para quem não sabia, ficou agora a saber.
As grandes razões pelas sou um fã compulsivo do Garfield deve-se ao facto de tal como eu, ele ser gordo, preguiçoso e ter um humor negro qb.
Desta vez, as tiras do Garfield falam-nos sobre os efeitos da cafeína. Se repararem, o empregado de balcão têm na t-shirt uma chávena com uma cruz, conhecida por ser utilizada no rótulo de produtos nocivos. Este símbolo também pode ser encontrado nos copos de café.
Como vão poder constatar, esta crítica mordaz assenta que nem uma luva ao apreciadores de Red Bull. Ora leiam sff.



Para terminar, deixo-vos em letras bem carregadas do mail que recebi

ESTA BEBIDA ESTÁ À VENDA EM TODOS OS SUPERMERCADOS E NOSSOS JOVENS PODEM CONSUMI-LA PARA PROVAR E ISTO PODE SER MORTAL!


A RED BULL foi criado para estimular o cérebro de pessoas submetidas a um grande esforço físico e em “ coma de stress“. NUNCA PARA SER CONSUMIDA COMO UMA BEBIDA INOCENTE OU REFRESCANTE,

A RED BULL é uma BEBIDA ENERGIZANTE , comercializada a nível mundial com o slogan:“Aumenta a resistência física, agiliza a capacidade de concentração e a velocidade de reacção, dá mais energia e melhora o estado de ânimo”. Tudo isso pode ser encontrado numa latinha de RED BULL, “ a bebida energética do milénio!”

A RED BULL conseguiu chegar a quase 130 países de todo o mundo com um faturamento anual acima de 21 biliões de euros na venda de 3 biliões de latas. Os jovens e o desporto foram os símbolos eleitos pela marca para caracterizar a sua imagem, dois segmentos atractivo que foram cativados pelo estímulo causado pela bebida.

Foi criada por Dietrich Mateschitz, um empresário de origem austríaca, que a descobriu por acaso, durante uma viagem de negócios a Hong Kong, quando trabalhava para uma empresa fabricante de escovas de dentes.

Uma lata de 250 ml, contém 20 gramas de açúcar, 1000 mg de taurina , 600 mg de glucuronolactona, 80 mg de cafeína e vitaminas do complexo B.

MAS A VERDADE DESTA BEBIDA É OUTRA

A FRANÇA E A DINAMARCA acabam de proibi-la por ser um Cocktail da Morte, devido aos seus componentes de vitaminas misturadas com “GLUCURONOLACTONE”, química altamente perigosa, que foi desenvolvida pelo Depto. de Defesa dos USA, durante os anos 60 para estimular o moral das tropas americanas no VIETNAM. Seus efeitos eram como se fossem o de uma droga alucinógenea, que acalmava o stress da guerra. Entretanto seus efeitos no organismo dos soldados foram devastadores – alto índice de casos de enxaquecas, tumores cerebrais e doenças do fígado.

Apesar de tudo, na lata de RED BULL ainda se lê entre os seus componentes: LUCURONOLACTONE, catalogado medicamente como um estimulante.

Mas o que a lata de RED BULL não diz são as consequências do seu consumo, que obriga a colocar uma série de ADVERTÊNCIAS:
É perigoso tomá-lo se, em seguida, não se fizer exercício físico, já que a sua função energizante acelera o ritmo cardíaco e pode provocar um enfarte fulminante.
O risco de se sofrer uma hemorragia cerebral, porque o RED BULL contém componentes que diluem o sangue para que seja mais fácil ao coração bombear o sangue e assim se poder fazer esforço físico com menos esgotamento.

É proibido misturar RED BULL com álcool, porque a mistura transforma a bebida numa “Bomba Mortal” que ataca directamente o fígado , levando a zona afectada a incapacidade de jamais se regenerar.
Um dos componentes principais do RED BULL é a vitamina B12, utilizada em medicina para recuperar pacientes que se encontram em coma etílico; daí o estado de excitação em que se fica após tomá-lo. É como se estivéssemos estado de embriaguez.
O consumo regular de Red Bull provoca uma série de doenças nervosas e neuronais irreversíveis.

CONCLUSÃO

A RED BULL deveria ser proibida em todo o mundo, como já está sendo em alguns países pois se desavisadamente ou intencionalmente misturada ao álcool torna-se uma bomba relógio para o corpo humano, principalmente entre adolescentes e adultos que desconheçam os efeitos letais da bebida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s