Fractais versus The Police


Muitos dos que já constataram a desorganização que reina no ambiente de trabalho do meu laptop já tiveram oportunidade de apreciar esta imagem sem terem questionado o que realmente é ou como realmente foi criada.
Se experimentarem em qualquer browser como por exemplo, no google, fazer uma pesquisa sobre o termo Fractais, irão de certeza encontrar imagens como esta.
Questões sobre fractais surgiram antes da invenção dos computadores modernos. Uma das questões foi colocada por fabricantes de mapas cartográficos quando tiveram problemas relacionados com a medição do comprimento da costa da Bretanha (Normandia). Se repararmos no mapa, podemos constatar que a parte costeira é uma área de costa finita, sendo limitado por uma linha infinita. Poucos sabiam que esta era uma propriedade dos fractais.

Depois de terem lido esta pequena introdução, gostaria de vos convidar para fazerem uma pequena viagem ao som dos The Police, por este mundo fascinante, onde os objectos apresentam auto-semelhança e complexidade infinita ( i.e. sempre cópias aproximadas de si mesmo no seu interior).

Enjoy the show

“Nuvens não são esferas, montanhas não são cones, continentes não são círculos, um latido não é contínuo e nem o raio viaja em linha recta.” – Benoit Mandelbrot

One thought on “Fractais versus The Police

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s