Artigo sobre Jean Michel Jarre: A aparecer brevemente no diário de Aveiro

Hoje neste blog gostaria de fazer um pequeno parêntesis para fazer a minha vénia a um dos meus amigos de armas, Rui Monteiro, que vai só no dia 27 de Abril fotografar o senhor Jean Michel Jarre, um dos seus grandes ícones da adolescência.

Soube que para além de ir ser o fotógrafo de serviço para o Diário de Aveiro, ele anda a contribuir para o editorial do jornal com artigos alusivos ao espectáculo que irá decorrer no Coliseu do Porto. O artigo escrito abaixo irá ser publicado brevemente.

Jean-Michel o filho do famoso compositor de bandas sonoras Maurice
Jarre começou em 1968 as primeiras experiências com loops de fitas
magnéticas, em 1969 juntou-se ao Groupe de Recherche Musicale (GRM),
sobre a direcção de f Pierre Schaeffer ( o pai da música concreta e o
primeiro a juntar samples sonoros com música ).
O seu primeiro disco data de 1970, La Cage/Erosmachine, mas só em 1976
obteve exito internacional com Oxygene. Considerado por muitos o
pioneiro na música electrónica, bem como um “quebra-recordes” de
espectáculos ao ar livre nos quais inclui efeitos laser, de
pirotecnia, conjugando imagens projectadas com a arquitectura
existente no local do espectáculo, juntando a isso os efeitos surround
dos seus temas.  Jarre vendeu aproximadamente 80 milhões de álbuns e
singles ao longo da sua carreira (desde 1971) e bateu 4 recordes no
Guinness World Records Book. O seu nome artístico era Jean-Michel
Jarre, mas em 1991, Jarre decidiu tirar o hífen, ficando assim: Jean
Michel Jarre.
Em 2007 lançou um Master Recording do Oxygene, regravou com o máximo
que a tecnologia actual dispõe tanto em cd como em DVD. No cd vem um
DVD extra com o som gravado com um vídeo e com a versão ao vivo do
mesmo de nome “Living in you Room”.
Jean Michel finalmente vem a Portugal mas propõe-nos um concerto
completamente diferente do que nos habitou, em vez de grande
espectáculos visuais propõe-nos um concerto intimista numa sala
fechada rodeado dos seus rolls-royce’s da música electrónica (moog’s e
afins ). Sendo o concerto igual ao mesmo que vem no DVD “Living in
your Room”, será de certo uma experiência para ouvir, apreciar a não
perder.

Rui Monteiro

PS: Man! És Grande!

One thought on “Artigo sobre Jean Michel Jarre: A aparecer brevemente no diário de Aveiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s